Convênio entre o município de Macaé e Petrobras fortalece qualificação profissional

Convênio entre o município de Macaé e Petrobras fortalece qualificação profissional

Por João da Silva 15/10/2015 - 12:39 hs

Macaé avança mais uma vez na área da qualificação e requalificação profissional. Mesmo com o cenário de instabilidade na área econômica que gera incertezas, principalmente, para os trabalhadores, a prefeitura e a Petrobras firmaram convênio, nesta terça-feira (13), que certifica os cursos do Centro de Educação Tecnológica e Profissional (Cetep) da área industrial para efeito de contratação pelas empresas terceirizadas. A parceria também garante a requalificação profissional para três mil profissionais da Bacia de Campos.

De 2013 até agora, o Cetep, órgão vinculado à Agência de Trabalho, Educação Profissional e Renda de Macaé (Agetrab), qualificou cerca de cinco mil profissionais em diversas áreas. Os cursos que passam a ser reconhecidos oficialmente pela Petrobras são da área industrial: caldeiraria, soldador, pintura industrial e elétrica industrial. A empresa petrolífera, através deste convênio, passará a sinalizar ao município as demandas profissionais para formação, fazendo que os cursos sejam voltados para a necessidade do mercado de trabalho local.

- Esse é um presente para a cidade - a coroação de todo um trabalho desenvolvido pelo Cetep no que se refere à qualificação profissional. O momento que estamos vivendo exige enfrentamento e, para isso, precisamos ser competitivos para nos diferenciarmos. Essa é a hora também de criarmos oportunidades e alternativas para que o munícipe se qualifique e possa ocupar seu espaço no mercado de trabalho - destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Turismo, Vandré Guimarães, que representou o prefeito de Macaé, Dr. Aluízio.

O gerente geral da Unidade de Operações da Bacia de Campos (UO-BC) da Petrobras, Marcelo Batalha, pontuou que o convênio é uma parceria em que todos são beneficiados. "Nesse momento é importante unirmos forças para dar nova roupagem de combate à crise. Aconteça o que acontecer, sempre vamos precisar fazer manutenção em equipamentos que irão gerar emprego e renda", disse Batalha.

O convênio é um Projeto de qualificação profissional de jovens e adultos de Macaé e aprimoramento de profissionais terceirizados que prestam serviços nos contratos de manutenção construção e montagem das plataformas marítimas firmados entre empresas privadas e a UO-BC.

- Estamos contentes com a parceria porque a cidade precisa deste convênio que fortalece o munícipe para enfrentar o mercado de trabalho. Essa é uma grande oportunidade para mitigar o processo histórico da migração profissional, nivelando e dando oportunidade aos trabalhadores. A aproximação do poder público e da Petrobras é um fato vital à consolidação deste convênio que prevê também a sinalização de demanda profissional para atuarmos diante deste cenário. É um avanço essa parceria - comemorou o diretor-presidente da Agetrab, Alexandre Fernandes.

O diretor de educação profissional da Agetrab, Jovenito Tavares, lembrou dos esforços para que os cursos, promovidos pelo órgão municipal, ganhassem maior credibilidade. "A qualidade foi sempre nossa preocupação para deixarmos os cursos mais robustos e dar credibilidade e confiança que a sociedade e empresas requeriam. Os cursos passaram a ter duração de 160 horas, exigência mínima para a qualificação profissional", pontuou Tavares.

Participaram também da assinatura do convênio o gerente de Comunicação e Segurança da Informação da UO-BC, Vaney Cunha; o gerente de fornecimento de Bens e Serviços da UO-BC, Reinaldo Costa Silva; o diretor de políticas de emprego e renda da Agetrab, Raul Machado, e o gerente setorial de programação e controle de fornecimento de Bens e Serviços da UO-BC, Renato Rocha Martins.